Ofício nº 3/2022 – Questionamentos sobre internação de COVID-19 no Hospital Emílio Ribas

Em 15 de janeiro de 2021, o G1 SP publicou matéria jornalística informando que 76% dos internados com Covid-19 no Hospital Emílio Ribas não teriam vacinação completa. (Disponível em: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2022/01/15/76percent-dos-internados-com-covid-19-no-hospital-emilio-ribas-nao-tem-vacinacao-completa-diz-secretaria-da-saude-de-sp.ghtml)

Segundo a reportagem, no hospital, haveria cinquenta pacientes internados em enfermaria ou Unidade de Terapia Intensiva (UTI) com suspeita ou confirmação de Covid-19, sendo que trinta e oito desses pacientes não estariam vacinados ou não teriam completado a imunização.

Para elaborar o levantamento, todavia, o governo estadual considerou a quantidade de doses indicadas para cada indivíduo no calendário atual, ou seja, a vacinação foi considerada incompleta para pacientes que tomaram a segunda dose há mais de quatro meses, mas que ainda não receberam a dose de reforço. A mesma metodologia fora utilizada para a dose única da vacina da Janssem.

Tendo em vista a necessidade de maior transparência nos dados apresentados, a Deputada elaborou questionamentos ao Diretor do Hospital Emílio Ribas, conforme ofício abaixo.

A Deputada ressaltou que o intuito do ofício, em nenhuma hipótese, seria questionar ou desmerecer as vacinas. Muito ao contrário, a Parlamentar busca apenas garantir a mais absoluta transparência em relação aos dados apresentados, para que a população não seja induzida a erro.

Download: Ofício 3.2022 – Dep. Janaina Paschoal

Deixe um comentário

13 + 14 =