Ofício nº 37/2019

Ofício enviado ao Ministro da Saúde, Dr. Luiz Henrique Mandetta para solicitar informações descritas abaixo:

1  -Quantas mulheres morreram no parto (seja normal, seja cesariana) no SUS, durante o ano de 2018?

2 – Quantas mulheres morreram no parto (seja normal, seja cesariana) na rede suplementar, durante o ano de 2018?

3 – Quantos bebês morreram no parto, ou logo após o parto (seja normal, seja cesariana), no SUS, durante o ano de 2018?

4 – Quantos bebês morreram no parto, ou logo após o parto (seja normal, seja cesariana), na rede suplementar, durante o ano de 2018?

5 – Quantos bebês ficaram com paralisia cerebral, em razão de anóxia, decorrente da obstinação pelo parto normal, em 2018?

6 – Independentemente de ser SUS ou rede suplementar, os Senhores têm os dados das mortes cesarianas, separadas pela modalidade da cesariana (a pedido, eletiva e de urgência)?

7 – Quais os valores pagos para cada tipo de parto: vaginal, vaginal cirúrgico e cesariano? Quais elementos são levados em consideração pelo Ministério para o cálculo do valor final de cada parto?

8 – Em caso de partos normais que, em razão de intercorrências médicas, exigem cesáreas de emergência, qual o custo dos procedimentos associados?

Deixe uma resposta

Fechar Menu