Obrigatoriedade da Vacina – Doria fala uma coisa, o Secretário da Saúde outra – A fala de quem vale?

Percebam: O Governador afirma, no início e no final, que nenhum funcionário público pode ser punido por não desejar se vacinar. Que o objetivo é convencer as pessoas na base da conscientização.
Já o Secretário da Saúde, destoando da fala do Governador, diz que as pessoas poderão ser punidas administrativamente.
Em recente audiência com o Secretário-Executivo, na Comissão de Saúde na ALESP, a Deputada fez indagação parecida e ele foi explicito no sentido de que ninguém poderia ser obrigado a se vacinar. Ou seja, ninguém poderia ser punido pela recusa em se vacinar.
Sendo assim, queremos entender: A fala de quem vale? Do Governador e do Secretário-Executivo da Saúde, ou do Secretário Titular da Pasta?

Deixe um comentário

10 − quatro =